Au revoir!

Caros colegas!
Venho por meio deste post formalmente me despedir!

Já estou em terras brasileiras fazem algumas duas semanas, mas por falta de fotos, não pude fazer meu último post... Então, vamos lá!

Durante um mês pude ter impressões e contatos de primeiríssimo grau com a realidade e culturas francesas, e conhecer vários lugares [as cidades são relativamente próximas, e os meios de transporte relativamente baratos, como havia citado anteriormente].

Nesse mapinha tem praticamente todas as cidades que conheci, e o famoso principado. Listando, foram 10
cidades e um principado, rs: Carros, Nice, St. Laurent du Var, Cagnes sur Mer, Cannes, Villeneuve Loubet, Marseille, Villefranche, Entrevaux, Ventimiglia [Itália] e Monaco.

A região dos Alpes-Maritimes é super tranquila, as pessoas tendem a ser mais receptivas, até por conta da atividade turísitica, que é enorme. Educação e organização me lembram muito os franceses. Cidades bem organizadas, mesmo as mais "idosas", tudo muito direcionado, placas indicando tudo, ninguém se perde. A única coisa que me incomodou foram as estradas super cheias de curvas! Nada de baderna, fora quando alguém se casa! É, as pessoas tem um costume de fazer algo tipo uma "carreata" pela cidade, creio eu que desejando felicidade aos noivos né? De resto, poluição sonora nem em sonho!


Falando em cidades "idosas", as cidades geralmente são bem parecidas. Cresceram em torno de um antigo vilarejo [por isso a grande quantidade de "vieux-algum lugar"], e preservam construções daquela época até então. Desses lugares, o que eu mais gostei foi Cagnes sur Mer e Entrevaux. Dá pra se sentir no tempo medieval olhando aquelas ruelinhas apertadinhas, as casinhas pequenas e antigas, muito legal!


Comprar é meio fácil, loja e supermercado é o que não falta [ reformulando, loja e Carrefour é o que não falta! ]. Para uma pessoa que ganha um sálario mínimo na França, viver é bem mais fácil que no nosso país. Eletroeletrônicos por exemplo, são muito mais baratos do que aqui, e isso levando em consideração as diferenças no custo de vida nos dois países.
Nas lojas, dificilmente uma pessoa é tratada de maneira diferente por conta da maneira que se veste ou por sua cor, temperamento... Pude entrar em uma das mais chiques lojas francesas [Les Galeries Lafayette] , e não vi nenhum olhar torto, coisa que no Brasil, é meio instantâneo. Isso se explica também pelo índice de violência que é baixo. Em um mês, só ouvi falar em mortes violentas duas vezes.

Geralmente, as atividades ilegais e violentas são associadas aos famosos "árabes". A grande maioria tem seus comércios, pequenos, e vendem de tudo. Eles tem a fama de ser a "praga" da sociedade francesa, por receberem benefícios, vivendo as custas do governo. De fato, eu vi muitos com carros realmente caros! Digamos que eles são os imigrantes mais sortudos, porque nenhum dos africanos negros que vi, tinham carro... Trabalhavam como informais, tipo camelô.


Não pude conhecer bem a vida noturna dos lugares, mas boates e cassinos fazem a diversão de jovens e idosos, quase que respectivamente. Ahh, não podia deixar de falar dos cassinos! São um espetáculo a parte! Até os mais populares são bem luxuosos. Entrei em dois sim, mas como sempre, minha sorte pra jogos é terrível. Joguei um euro e ganhei três! Huahuahsuahsuhauhsuahs!


Quase toda cidade que conheci tinha um porto. E lotado de barcos. Quase todo centro de cidade que fui tinha um Mc Donalds [ou Mc Dô, como o pessoal fala lá], e lotado de adolescentes, crianças, adultos... É, rs.
Quase todos os homens franceses são o máximo da discrição. Não sei se é porque era inverno, mas eles não olham as mulheres "daquele jeito", e muito menos falam alguma gracinha [coisa que os homens brasileiros... -.-' ], quem olha, independente de estar acompanhada ou não, são os árabes. As mulheres francesas são muito bonitas, o que me fez estranhar esse comportamento. Cultura é cultura!
Quase tudo na TV é programa de auditório, quase todos os filmes são interessantes e alguns, sem nenhuma lógica, rs! Quase todo desenho animado, ensina alguma coisa muito importante às crianças [até nos desenhos eles prezam a educação!].

Quase todas as comidas tem um gosto peculiar, quase todas as casas tem vinho, quase todas as mães são calmas com seus filhos, quase todas as crianças de até três anos andam nos seus "carrinhos", quase todas as lojas permitem a entrada de animais de estimação.

Quase toda praia tem pedras no lugar de areia, e a água de quase todas é de um azul perfeito!


Quase tudo é pago [e isso é fatooo!]. Se paga pra guardar o carro, pra carregar as compras [as sacolas de supermercado são pagas], pra olhar as cidades nos binóculos fixos em lugares turísticos, se paga quando se atrasa pra pegar o filho na escola... Só não se paga pra olhar e apreciar.

Bem, não foi só isso que eu notei, percebi, vi... Mas em resumo, tenho que dizer que a França é um país único! Em todos os sentidos. E que realmente deixa saudades!
E quem fala que na Europa é tudo parecido, se engana e muito!


Para meus coleguinhas que ainda estão na vida exo-Brasil, muito boa sorteeee! E muitas experiências legais, que no final, é isso que conta! ^^





P.S.: Devido a lerdeza da minha internet em conjunção com a pobreza da memória do meu computador, posto as outras fotos depois! ¬¬




3 comentários:

Rubens Junior disse...

Gentilezas retribuídas... Graubi, gostei muito de conhecer um pouco mais da França, muita coisa que tu disse, eu nem pensava existir...

Mas me conte uma coisa... Vcs voltaram só por causa do trabalho ne? enquanto uns pulam carnaval, outros trabalham, quanto a Psi? muito show e trioeletrico pra embalar ne?

sin más particulares, saludos cordiales a vos!

FELIZ CARNAVAL!

Laís Lewicki "Polly" disse...

Grazi!! Adoro os seus posts, sempre tem um insight bem legal sobre a vida na França... Que bom que deu pra vc visitar muitas cidades nesse curto espaço de tempo. Parece tudo muito bonito mesmo. Dá até vontade de ir pra França e olha que eu nem sou assim muito ligada na França... =D

Bom, sucesso pra vc! Te vejo quando vc visitar a UESC pra sua monografia agora!

Graziê disse...

HSUASHUAHUSHuAHSUHAUHSUAHUSHUAHSuaHSS...

Rubens, Psi voltou por causa da Psi! :P
Voltamos mais cedo por causa das aulas de Psi, que começou a faculdade dia 1º de fevereiro, tá fazendo PSIcologia na FTC! HSUASuAHUSHUAHS...

Ah Polly, eu queria ter ficado mais "espaços de tempo" lá, tem coisas q eu realmente sinto falta, especialmente a educação das pessoas, e não ouvir falar em violência a cada hora... -.-'
Fora as paisagens, q realmente, são belíssimas!

Pois é, a mono me aguarda! Mês que vem volta a luta!

Beijos meus queridos colegaas! Deus continuem abençoando a jornada de vcs pelo "ixtrangero", como dizia minha saudosa vovó! ^^

Postar um comentário